Tamanho do texto

As vendas de veículos no mercado brasileiro somaram 294.466 unidades em outubro de 2009, com um recuo de 4,6% em relação ao mês anterior. Apesar da queda - puxada pelo término do programa do governo que reduziu a cobrança do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) na compra de carros novos -, o desempenho do mês passado representou o melhor outubro da história. No confronto com o mesmo mês de 2008, as vendas cresceram 23,1%.

Entre janeiro e outubro, foram vendidos 2.596.516 veículos, um acréscimo de 6,1% ante igual intervalo do ano passado. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

A produção somou 315.956 unidades no décimo mês do ano, um crescimento de 15,7% sobre setembro . Em relação a outubro do ano passado, a produção exibe alta de 6,3%. No acumulado do ano até outubro, o setor produziu 2.637.326 veículos, o que representa uma retração de 9,7% sobre o mesmo período do ano passado.

Bicombustíveis

As vendas de veículos bicombustíveis no Brasil somaram em outubro 245.608 unidades, queda de 7,6% na comparação com setembro, quando foram vendidas 265.889 unidades. Em relação a outubro do ano passado, as vendas de veículos flex subiram 26,2%. De janeiro a outubro, o setor registrou vendas de 2,2 milhões de unidades de veículos flexíveis, ante 1,99 milhão no mesmo período do ano passado.

Em outubro, as vendas de veículos bicombustíveis representaram 87,3% do total comercializado, contra 89,6% em setembro e 86,86% em outubro passado.

Exportações

A Anfavea informou também que as exportações do setor totalizaram US$ 795,602 milhões em outubro, um avanço de 8,4% ante setembro e queda de 39,7% na comparação com outubro de 2008. Foram exportadas 47.196 unidades a outros países - alta de 16,7% no confronto com o mês anterior e baixa de 31,2% ante outubro de 2008.

De janeiro a outubro, as vendas externas caíram 47,2% sobre igual período de 2008, para US$ 6,384 bilhões. Neste intervalo, foram exportadas 371.418 unidades, o que significa uma baixa de 42% ante o período janeiro-outubro de 2008.

(* Com informações da Reuters e da Agência Estado)

Leia mais sobre: veículos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.