SÃO PAULO - O Vodafone Group PLC apresentou queda de 35% no lucro líquido no primeiro semestre e alertou que as vendas anuais devem ficar abaixo do previsto. A operadora de telefonia móvel registrou ganho de 2,14 bilhões de libras (US$ 3,33 bilhões) perante os 3,29 bilhões de libras de um ano antes.

O resultado mais recente foi afetado por uma perda de 1,7 bilhão de libras na Vodafone Turquia. As vendas cresceram 17% e somaram 19,9 bilhões de libras, beneficiadas por efeitos cambiais.

O executivo-chefe da companhia, Vittorio Colao, que assumiu em julho o posto ocupado por Arun Sarin, sinalizou uma mudança no estilo e estratégia do grupo. Ele revelou um plano de redução de custos de 1 bilhão de libras "para compensar as pressões da inflação de custo e do ambiente competitivo".

A Vodafone acredita que as vendas anuais ficarão na faixa de 38,8 bilhões de libras a 39,7 bilhões de libras. A previsão anterior era de uma cifra ao redor de 39,8 bilhões de libras. A revisão ocorreu por causa das condições operacionais desafiadoras na Europa e pressões regulatórias e de concorrência.

A empresa reiterou a previsão de lucro operacional ajustado para o ano completo de 11 bilhões de libras a 11,5 bilhões de libras e elevou a expectativa referente ao fluxo de caixa livre anual, que foi de 5,1 bilhões de libras a 5,6 bilhões de libras para 5,2 bilhões de libras a 5,7 bilhões de libras.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.