Tamanho do texto

Centenas de consumidores invadiram neste sábado três lojas da rede McDonalds de Reikjavik, poucas horas antes de seu fechamento definitivo, para degustar pela última vez os célebres hambúrgueres, comprovou um correspondente da AFP.

As filial da rede McDonald's da Islândia vai fechar as portas devido à situação causada pela derrocada econômica da ilha, que se tornará, assim, num dos raros países da Europa Ocidental desprovido da célebre marca de "fast food".

"Não foi fácil tomar a decisão", declarou à AFP Jon Gardar Ogmundsson, o proprietário da Lyst - operadora dos dois restaurantes McDonald's na Islândia, que encerram suas atividades neste 1º de novembro.

Na Islândia, todos os produtos oferecidos nas lojas McDonald's são importados, uma vez que o mercado é muito pequeno para atender à demanda.

Até recentemente, esses produtos vinham da Alemanha, mas seus custos duplicaram desde o desabamento da moeda local, a coroa islandesa.

Desde março de 2008, o valor do euro aumentou 80% em relação à coroa islandesa.

* Com AFP



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.