A cervejaria Anheuser-Busch, fabricante da cerveja Budweiser, aceitou a proposta de compra de US$ 52 bilhões feita pela empresa belgo-brasileira InBev, segundo o jornal The Wall Street Journal desta segunda-feira.

O acordo traz uma solução amigável para um impasse de longos meses no qual as duas empresas já vinham conduzindo ações judiciais enquanto a InBev articulava para tentar substituir a diretoria da Anheuser.

A proposta aguarda a aprovação de acionistas e de órgãos reguladores e pode criar a maior cervejaria do mundo e a quarta maior em consumo.

O grupo InBev, que nasceu da fusão da empresa belga Interbrew e da brasileira AmBev, é a segunda maior cervejaria do mundo por volume de vendas, atrás apenas da britânica SABMiller.

A Anheuser-Busch é a terceira maior cervejaria do mundo e líder nos Estados Unidos, onde monopoliza 48,5% da fatia de mercado e detém marcas tão populares quanto Budweiser e Bud Light, entre outras.

Além disso, também possui atualmente 50% de participação no grupo mexicano Modelo e 27% na empresa chinesa Tsingtao, cuja cerveja do mesmo nome é líder de vendas na China.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.