Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Anglo vai duplicar projeto em Minas

A mineradora Anglo American estuda duplicar a produção do projeto Minas-Rio, adquirido recentemente da MMX, do empresário Eike Batista. O sistema, que deve começar a funcionar em 2010, tem capacidade de produção de 26,5 milhões de toneladas de minério de ferro por ano.

Agência Estado |

O sistema contribuirá para a ambiciosa estratégia de expansão da Anglo no mundo: quer chegar a uma capacidade anual de 63 milhões de toneladas em 2010 e saltar para 150 milhões de toneladas em 2017.

Para pôr em prática seu plano mundial, a Anglo American já anunciou investimentos de US$ 12 bilhões. Esse orçamento inclui os US$ 5,5 bilhões destinados à Iron X - empresa que concentrou os ativos vendidos pela MMX e pela LLX, também de Eike. Agora, sob o novo controle, a Iron X se chama Anglo Ferrous Brazil.

A Anglo American calcula que outros US$ 30 bilhões podem ser desembolsados em novos negócios no mundo. De acordo com o diretor executivo da Anglo Ferrous Brazil, Bernie Pryor, o Brasil será uma das peças-chave na expansão da empresa em minério de ferro.

"Uma parte expressiva do nosso crescimento até 2017 virá da ampliação dos projetos Minas-Rio, Amapá e Kumba, na África do Sul. Também estaremos atentos a oportunidades de aquisições", disse Pryor. A empresa estuda a ampliação do projeto Amapá, mas ainda não foram feitos estudos de viabilidade para ver o potencial de crescimento da mina.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG