O presidente da Vinícola Salton, Ângelo Salton Neto, morreu ontem, em São Paulo, aos 56 anos, de infarto. A trajetória do executivo interrompeu-se no momento em que ele e os sócios, todos familiares, comemoravam um bem-sucedido projeto de expansão que dobrou o faturamento da empresa em menos de dez anos anos e começavam a preparar a festa do primeiro século da Salton, em 2010.

O corpo foi velado no Cemitério do Araçá e transferido para o Crematório da Vila Alpina, em São Paulo, no final da tarde.

Foi sob o comando de Ângelo Salton Neto que a vinícola familiar de Bento Gonçalves, na serra gaúcha, expandiu os negócios até se tornar uma das maiores do segmento. Sem abandonar a área popular, na qual detém marcas como o filtrado Perlage e o vinho Chalise, além do conhaque Presidente, produzido em São Paulo, a empresa apostou nos vinhos finos.

Para entrar na nova fase, a Saltou reconverteu vinhedos, importou mudas de variedades viníferas e implantou programas de qualidade tanto nas áreas de cultivo próprio como nas dos seus 400 fornecedores. Ao mesmo tempo, investiu em novas plantações em Bagé e SantAna do Livramento, na fronteira com o Uruguai, e em 2004 construiu sua nova vinícola em Bento Gonçalves.

O investimento - da ordem de R$ 50 milhões - rendeu bons frutos. A empresa já recebeu quase 250 medalhas em concursos internacionais de vinho. E o faturamento saltou de R$ 91 milhões em 2001 para R$ 180 milhões em 2008.

Surpreendida pela morte precoce do presidente, a família Salton terá de discutir a sucessão. Integrantes da quarta geração estavam sendo preparados, mas não há uma linha sucessória natural para o cargo.

A história da Vinícola Salton começa em 1910, quando os irmãos Paulo, Ângelo, João, Cezar, Luiz e Antonio, filhos do imigrante Antônio Domenico Salton, fundaram uma empresa de comercialização de cereais. Em pouco tempo, no entanto, a família decidiu investir na produção de uvas e vinhos. Ângelo Salton Neto nasceu em São Paulo, para onde seu pai, Azir, havia se mudado para cuidar de um depósito de vinhos da empresa.

Engenheiro formado pelo Mackenzie, ingressou na Salton em 1976, a convite de seu tio Mário. Depois de fazer sucesso como vendedor do conhaque Presidente e de mostrar talento para números, foi convidado a assumir a presidência em 1986, aos 33 anos. Deixa quatro filhos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.