Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Anfavea descarta impacto imediato da crise no setor de automóveis

São Paulo, 6 out (EFE).- O presidente da Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) do Brasil, Jackson Schneider, descartou hoje um impacto imediato da crise financeira mundial na produção e vendas do setor.

EFE |

Em coletiva de imprensa, Schneider explicou que as projeções para este ano se mantêm apesar da crise financeira internacional.

O diretor admitiu que o Brasil deve ser afetado de "alguma forma" pela crise, mas assinalou que é "cedo" para dimensionar o impacto das turbulências.

No entanto, afirmou que o setor "tem atualmente condições mais favoráveis frente as que se tinha em outras crises internacionais".

A Anfavea calcula para este ano um crescimento de 24,2% das vendas internas e de 7,4% nas exportações, para US$ 14,5 bilhões.

Schenider ressaltou que as vendas de setembro, divulgadas hoje, não refletiram o impacto agravado da crise na última semana e precisou que os números dos primeiros dias de outubro "apontam um crescimento" a respeito dos mesmos dias do mês anterior.

Segundo Schneider, os investimentos previstos pelo setor devem se manter apesar de o crescimento do país continuar em um ritmo diferente.

"O Brasil tem um sistema financeiro mais sólido, mais líquido e protegido em relação ao que vemos hoje fora do país", assegurou o empresário. EFE wgm/rr

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG