Tamanho do texto

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) negou recurso da estatal Furnas e manteve, nesta semana, multa de R$ 6,254 milhões aplicada pela área técnica da agência contra a empresa

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) negou recurso da estatal Furnas e manteve, nesta semana, multa de R$ 6,254 milhões aplicada pela área técnica da agência contra a empresa. A penalidade deve-se a problemas na subestação de Tijuco Preto (SP), que integra o sistema de transmissão da energia produzida na usina de Itaipu.

A multa decorre de investigação realizada pela Superintendência de Fiscalização dos Serviços de Eletricidade (SFE) da Aneel em março de 2008, antes, portanto, do blecaute que atingiu 18 Estados do País em novembro do ano passado e que fora causado justamente pela queda do sistema de transmissão de Itaipu.

Por conta do apagão, a área técnica da Aneel aplicou em março deste ano uma multa de R$ 53,7 milhões contra Furnas. A empresa recorreu e aguarda que o recurso seja examinado pela diretoria da agência.

Com relação à multa relativa à subestação de Tijuco Preto, a empresa informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que vai esperar a publicação da multa para anunciar seus próximos passos. A questão será examinada pela área jurídica da empresa. Não cabem mais recursos na esfera administrativa, mas Furnas pode ainda questionar a penalidade na Justiça.

Furnas também ressalta que, apesar de Tijuco Preto integrar o sistema de transmissão de Itaipu, não foi nessa subestação que ocorreu o problema que levou ao apagão do ano passado e, sim, na subestação de Itaberá (SP).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.