Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Anbid: fundos têm saída líquida de R$ 10,7 bi em agosto

A Associação Nacional dos Bancos de Investimento (Anbid) divulgou hoje que o saldo entre aplicações e resgates de fundos de investimento no País ficou negativo em R$ 10,728 bilhões em agosto, o quinto mês consecutivo em que as saídas de recursos superaram os aportes. Em oito meses, os resgates líquidos chegam a R$ 19,22 bilhões.

Agência Estado |

As carteiras de aplicações em renda fixa e multimercados lideram os resgates tanto em agosto como no acumulado do ano devido à concorrência com os bancos, que ampliaram a captação por meio de Certificados de Depósitos Bancários (CDBs) para atender à demanda por crédito.

No caso dos fundos de renda fixa, a captação ficou negativa em R$ 5,702 bilhões em agosto e, no ano, em R$ 23,178 bilhões. Na classificação da Anbid, essas carteiras acumulam um patrimônio de R$ 354,830 bilhões, o maior da indústria. Já os resgates nos fundos multimercados superaram as aplicações em, respectivamente, R$ 2,158 bilhões e R$ 29,430 bilhões.

No ano, apenas três categorias acumulam captação líquida positiva significativa. Os fundos de direitos creditórios (FIDCs) alcançaram os R$ 10,202 bilhões em oito meses e os de curto prazo, R$ 9,888 bilhões. Já as aplicações nos fundos de participação superam os resgates em R$ 15,457 bilhões. No entanto, esse desempenho deve-se a uma alteração na metodologia promovida pela Anbid no início do ano, que criou essa nova categoria. Antes, esses recursos estavam classificados no segmento fundos de ações.

O patrimônio total da indústria de fundos brasileira estava, ao final de agosto, em R$ 1,149 trilhão, um crescimento de 2,4% no ano. A expansão ocorre devido à rentabilidade dos recursos aplicados.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG