SÃO PAULO - O mercado financeiro cortou novamente a projeção para o crescimento da economia brasileira no próximo ano, de 3,65% para 3,60%. A informação faz parte do Boletim Focus mais recente, elaborado e divulgado pelo Banco Central (BC). No documento, consta que os agentes conservaram pela 11ª semana consecutiva a estimativa para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) do país relativa a 2008 em 4,80%.

Foi elevada a expectativa para o superávit comercial deste calendário, de US$ 23,30 bilhões para US$ 23,50 bilhões, mas o prognóstico referente ao saldo comercial positivo de 2009 foi diminuído, de US$ 14,75 bilhões para US$ 14,25 bilhões.

Para a conta corrente, os analistas prevêem déficit de US$ 26,40 bilhões em 2008 em vez de US$ 25,50 bilhões. Nos 12 meses seguintes, o resultado negativo deve ficar em US$ 34,80 bilhões, sem alteração.

Quanto ao investimento estrangeiro direto, o prognóstico é de ingresso de US$ 35 bilhões este ano, excedendo os US$ 34,5 bilhões calculados antes. Para 2009, foi reafirmada pela 16ª semana seguida a estimativa de entrada de US$ 30 bilhões.

Sobre a produção industrial, deve ter acréscimo de 5,45% neste calendário e de 4,20% no próximo calendário.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.