Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Analistas consultados pelo BC revisam outra vez projeção para IPCA em 2008 e esperam alta de 6,48%

SÃO PAULO - O mercado financeiro modificou pela 16ª semana consecutiva a estimativa para o índice oficial de inflação de 2008. Assim, o IPCA deve marcar em 2008 elevação de 6,48% e não de 6,40% como o esperado antes. Em 2009, a previsão é de acréscimo de 5% para o indicador em vez de 4,91%. Os dados constam da pesquisa Focus mais recente, divulgada nesta segunda-feira. A meta de inflação estipulada para 2008 e 2009 é de 4,5%.

Valor Online |

As expectativas para os demais indicadores inflacionários deste ano sofreram novas alterações. No caso do IGP-DI, por exemplo, a perspectiva é de que registre aumento de 11,66% em lugar de 11,41%. O IGP-M deve subir 11,92% em 2008, passando os 11,25% calculados anteriormente. A projeção para o IPC da Fipe saiu de 6,33% para 6,51%.

No documento elaborado pelo Banco Central (BC), consta que, em julho, o IPCA deve avançar 0,60%, pouco acima da taxa pensada antes, de 0,58%, e o IGP-DI deve ter ampliação de 1,18% ante o 1,10% contemplado no relatório passado. O IGP-M, por sua vez, deve registrar inflação de 1,56%, maior do que o 1,25% aguardado anteriormente. A expectativa para o IPC da Fipe foi ajustada em 0,05 ponto percentual, indo de 0,55% para 0,60%.

Com relação à agosto, os analistas consultados pela autoridade monetária brasileira calculam IPCA de 0,45% e IGP-DI de 0,80%. No relatório antecedente, esses percentuais correspondiam a 0,43% e 0,75%, respectivamente. No IGP-M, a projeção é de elevação de 0,90% frente ao 0,73% passado. O IPC da Fipe deve verificar acréscimo de 0,42%, superando o prognóstico anterior de 0,38%.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG