Tamanho do texto

A presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Solange Paiva Vieira, afirmou nesta tarde que há consenso de que a participação de capital estrangeiro em companhia aérea nacional deve ser ampliada dos atuais 20% para 49%. Esse é um consenso para a gente, que a abertura para o capital estrangeiro melhora a vida das empresas, do consumidor e o mercado abre as possibilidades para novas empresas surgirem, afirmou.

Solange negou que esse novo patamar de participação de capital estrangeiro no setor exigiria mais atenção da Anac, tendo em vista os problemas que estão sendo enfrentados atualmente pela VarigLog. "Isso não exigiria mais atenção. A atenção da agência tem de ser na prestação de serviços. A gente tem de ter um serviço eficiente, com qualidade e segurança. Não importa a estrutura de capital que esteja por trás da empresa que esteja operando", afirmou a presidente da Anac, que participou nesta tarde do seminário "Competitividade no setor aéreo", coordenado pela Secretaria de Aviação Civil na Associação Comercial do Rio de Janeiro, no centro da cidade.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.