Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Anac estima crescimento de 17% em tráfego de passageiros em 2010

RIO DE JANEIRO, 12 de março (Reuters) - Apesar da perspectiva positiva para o Produto Interno Bruto (PIB) deste ano, o mercado aéreo brasileiro deve crescer no mesmo patamar de 2009, cerca de 17 por cento, afirmou a presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Solange Vieira. Segundo ela, a perspectiva de passagens mais caras esse ano para recompor supostas perdas sofridas no ano da crise seria um limitador para uma expansão mais forte do mercado em 2010.

Reuters |

"A perspectiva hoje é que o percentual fique equivalente ao do ano passado porque tem uma variável que a gente não tem controle que é o preço", disse a presidente da Anac durante evento no aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro.

Segundo levantamento do Banco Central, o PIB deve crescer 5,5 por cento em 2010, após queda de 0,2 por cento no ano passado.

Solange destacou que o mercado brasileiro começou o ano bastante aquecido e que os números de fevereiro mostraram um crescimento de quase 43 por cento na demanda doméstica ante o mesmo mês de 2009.

"Estamos apostando na casa dos 10 por cento esse ano em movimento de passageiros. Começamos bem", avaliou ela.

A presidente da Anac alertou que com o forte aumento da demanda aérea no Brasil é preciso investir pesado na infraestrutura aeportuária.

O presidente da Infraero, Murilo Barboza, anunciou no evento que a autarquia pretende investir até a Copa do Mundo de 2014 oito bilhões de reais nos aeroportos nacionais, sendo seis bilhões naqueles em que as cidades serão palcos de jogos e o restante nos demais.

"Temos que preparar a malha toda para a Copa do Mundo. Nosso maior desafio é o aumento da demanda aérea junto com os eventos como Copa, Copa das Confederações e Olimpíadas (de 2016)", disse o presidente da Infraero

Barboza anunciou que a instalação temporária de três módulos operacionais no aeroporto de Guarulhos (SP) aumentarão a capacidade em 3 milhões de passageiros ao ano.

O primeiro módulo provisório em Guarulhos será instalado em Guarulhos no ano que vem. "A estrutura pré-moldada vai dar uma folga importante em Guarulhos até que o terminal 3 seja concluído", afirmou Barboza.

O executivo disse que um módulo desse tipo já está operando em Florianópolis e outras estruturas semelhantes estão previstas para os aeroportos do Rio de Janeiro e Brasília.

(Por Rodrigo Viga Gaier)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG