Mais de 1 milhão de cariocas deverão receber abatimentos nas contas deste mês, a serem pagas em abril, devido a indenizações impostas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) às distribuidoras Ampla e Light. O total dessas indenizações será de R$ 5,8 milhões, segundo as empresas, o que dá a média de cerca de R$ 5,80 por indenizado.

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=economia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237561789986&_c_=MiGComponente_C

O ressarcimento tem origem no excesso de interrupções de fornecimento de energia pelas distribuidoras no mês de janeiro, o primeiro em que a agência passou a adotar as medidas individuais de qualidade para exigir ressarcimentos. Segundo a Light, serão ressarcidos 550 mil clientes em valor de R$ 2,8 milhões e, para a Ampla, o número de clientes indenizados será de 500 mil, em valor de cerca de R$ 3 milhões.

Executivos das duas empresas estiveram reunidos com o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, ontem, e anunciaram antecipação de investimentos na qualidade do fornecimento.

Se houver quebras dos limites nos meses seguintes a janeiro, as empresas poderão voltar a ter de ressarcir os consumidores, segundo Nelson Hubner, diretor-geral da Aneel, que também esteve presente na reunião. Além da indenização, a Light já foi multada pela agência em R$ 9,5 milhões por falhas recentes no fornecimento e o processo da Ampla segue em análise técnica.

Como forma de diminuir a incidência de apagões, a Aneel estuda usar revisões tarifárias como meio indutor para que as empresas distribuidoras de energia invistam mais em infraestrutura. "A Aneel está olhando com muito mais carinho uma forma de contemplar, de fato, nas revisões tarifárias, a questão do investimento" , afirmou Hubner.

Para o diretor, é importante elevar os investimentos das empresas nessa rubrica, tendo em vista que a qualidade do serviço de distribuição de energia prestado no país estancou. Segundo Hubner, para algumas empresas houve inclusive uma "reversão " nos índices de qualidade.

Na manhã de ontem, novo apagão ocorreu no Distrito Federal. Segundo a Companhia Energética de Brasília (CEB), ele foi causado por uma pane em uma subestação, que acabou ocasionando sobrecarga de demanda nas demais. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.