#145;Próximos dias vão ser fora dos eixos #146; - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

#145;Próximos dias vão ser fora dos eixos#146;

Tem sido um dia bem estranho, mas estranho de um jeito bom, disse Paul Krugman a jornalistas ontem, enquanto seguia para o encontro do Grupo dos 30, de representantes dos setores público e privado de diversos países que discutem a economia internacional. Sua maior preocupação tem sido conciliar os compromissos ao telefone celular, que não pára de tocar, disse.

Agência Estado |

Ele vai receber uma medalha de ouro da Academia Real de Ciências da Suécia prêmio Nobel na cerimônia oficial do prêmio Nobel, que ocorre em Estocolmo, no dia 10 de dezembro. Com a medalha, receberá também 10 milhões de coroas suecas (US$ 1,42 milhão). "O prêmio certamente vai tirar meus próximos dias dos eixos, mas acho que daqui a duas semanas já serei de novo o mesmo que era antes."

Em seu blog no site do jornal The New York Times, logo pela manhã, era possível ler uma postagem extremamente sucinta. "Uma coisa engraçada aconteceu comigo esta manhã", dizia o texto, apenas. Ao clicar em "coisa engraçada", o internauta era remetido à página do Prêmio Nobel.

Ao jornal onde escreve periodicamente, Krugman não escolheu o caminho da modéstia nas declarações. "Para ser totalmente honesto, eu já pensava que esse dia ia chegar, eu só não fazia idéia de que seria hoje", afirmou. "Conheço pessoas que passam a vida toda esperando por esse telefonema, e isso não faz bem à alma. Por isso, tirei a idéia da cabeça e parei de pensar nela."

O prêmio deve ajudar seu trabalho. "Para os economistas, é uma validação, mas não uma novidade. Para os leitores da minha coluna, pode ser que seja uma razão para lerem com mais atenção quando estou sendo economista, e para serem mais tolerantes quando estou sendo chato." As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG