O jornal The New York Times, que vem enfrentando uma queda na receita publicitária, como outros jornais americanos, quebrou uma longa tradição e passou ontem a exibir publicidade em sua primeira página. Essa colocação de alto impacto representa uma nova e animadora oportunidade para nossos anunciantes, disse Denise Warren, diretora de publicidade do The New York Times Media Group.

Essa é mais uma das tentativas do grupo de melhorar seu caixa, após um período de resultados ruins. Só em novembro, a receita do New York Times Media Group caiu 21,2%. A empresa já havia anunciado outras medidas nesse sentido, como hipotecar sua sede, em Nova York, dando-a em garantia de um empréstimo, e colocar à venda a participação no time de beisebol Boston Red Sox.

Apesar de os anúncios em primeira página serem impensáveis há alguns anos, hoje eles não causam muito espanto. "Não vejo por que a primeira página de um jornal seria sagrada", disse Sree Sreenivasan, professor de jornalismo na Universidade de Colúmbia. "Não creio que neste particular ambiente econômico, as empresas devam se aferrar a algo pelo bem da chamada tradição."

O USA Today foi um dos primeiros jornais modernos a exibir publicidade em primeira página, a partir de 1999. Anúncios desse gênero são exibidos regularmente no Wall Street Journal e no International Herald Tribune - que também pertence à The New York Times Co. O Washington Post está entre os que ainda resistem à ideia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.