Além de tentar mostrar que a economia não está superaquecida, o documento Economia Brasileira em Perspectiva, do Ministério da Fazenda, destaca que as taxas de juros estão em níveis historicamente baixos para a economia brasileira. As taxas de juros, nominal e real, atingiram em 2009 o menor patamar da década, sinalizando que na economia brasileira é possível conciliar baixa taxa de juros com inflação sob controle, diz a Fazenda.

Apesar de destacar que os juros estão em níveis baixos para o padrão brasileiro, o boletim destaca que a taxa de juros real no País é uma das maiores do mundo. E que o custo de rolagem da dívida pública está ficando mais caro desde outubro por conta das expectativas do mercado financeiro de elevação da Selic. Apesar disso, o ministério estima que este ano a despesa do setor público com juros vai cair de 5,4%, em 2009, para 4,86% do PIB. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.