Tamanho do texto

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Celso Amorim, alertou na terça-feira que as negociações de comércio global vão fracassar se os membros da Organização Mundial de Comércio tentarem revisar posições já acordadas em julho. A OMC avalia se organiza uma reunião ministerial em Genebra nos próximos dias para avançar com as negociações que falharam em julho devido a salvaguardas para proteger produtores agrícolas de importações excessivas.

Mas aquela reunião resultou em acordos preliminares para várias questões, incluindo um esboço para possíveis reduções tarifárias de produtos manufaturados.

"Qualquer tentativa de reequilibrar o pacote de julho resultará em fracasso", disse Amorim.

Os Estados Unidos querem que o Brasil, a Índia e a China se comprometam em participar de acordos para eliminar tarifas em setores individuais como químicos, mas os grandes países emergentes afirmam que a participação tem que ser voluntária.

"Qualquer tentativa de mudar a base das negociações neste momento de algo que é voluntário em algo que é obrigatório... é melhor não irmos para Genebra", disse Amorim em Brasília.

Um acordo exige o consenso total entre os 153 membros da OMC.

(Reportagem de Fernando Exman)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.