Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Americano jamais esteve tão descrente da economia, diz estudo

Nova York - A confiança dos consumidores americanos na economia dos Estados Unidos caiu em outubro ao nível mais baixo registrado até agora, devido em grande parte à crise financeira, segundo dados divulgados pelo Conference Board nesta terça.

EFE |

O índice de confiança elaborado por essa entidade privada de análise econômica desabou dos 61,4 pontos registrados em setembro, para 38 pontos.

O número derruba as previsões dos economistas, que acreditavam em um índice de 52 pontos.

Um outro subíndice que busca refletir a percepção que os consumidores têm sobre as condições atuais da economia foi de 41,9 pontos, número bem mais baixo se comparado aos 61,1 de setembro.

Outro subíndice, relativo às expectativas que os consumidores têm para os próximos meses, caiu em outubro dos 61,5 pontos do mês anterior, para 35,5.

"O efeito da crise financeira nas últimas semanas claramente abalou a confiança dos consumidores", disse a diretora do centro de pesquisa do consumidor da entidade, Lynn Franco, em comunicado de imprensa.

Segundo ela, a queda de 23,4 pontos em um único mês é a terceira mais alta registrada em quatro décadas de história deste índice e que agora fica no menor nível já recolhido.

Franco informou ainda que, em relação à atual situação, os consumidores têm uma percepção do mercado de trabalho e das condições de negócio mais desfavorável que em setembro.

"Olhando para frente, os consumidores aparecem extremamente pessimistas e uma parcela notavelmente mais elevada que no mês passado prevê que as condições da economia e do mercado de trabalho piorarão", afirmou Franco.

Cerca de 38% dos indagados consideram que as condições atuais de negócio são ruins, frente a 33% que pensavam assim no mês anterior.

Dos entrevistados, 37,2% afirmaram que "é difícil" conseguir emprego, frente a 32,2% que tinham essa mesma impressão em setembro. Os dados da pesquisa divulgada por "The Conference Board" mensalmente se baseiam nas respostas recolhidas entre cinco mil famílias dos EUA.

Leia tudo sobre: confiança do consumidor eua

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG