A América Latina está demonstrando até o momento uma grande resistência à crise financeira internacional, comentou nesta segunda-feira o diretor-geral do banco espanho BBVA, José Ignacio Goirigolzarri.

"Num contexto de turbulências nos mercados financeiros globais, a América Latina está mostrando uma grande resistência, como demonstram o Brasil e o Peru, que conseguiram o 'investment grade'" de duas agências de classificação", declarou Goirigolzarri durante um fórum econômico em Madri.

A agência Standard and Poor's classificou, no final de abril, o Brasil como país seguro para os investidores internacionais e a agência Fitch fez a mesma coisa com o Peru no início do mesmo mês.

O ministro espanhol de Assuntos Exteriores, Miguel Angel Moratinos, concordou com a boa resistência da América Latina à crise financeira.

"A América Latina viveu nos últimos anos um crescimento muito sustentável. Apesar das dificuldades econômicas que o mundo vive hoje em dia, parece que este ano o bloco continuará crescendo num nível próximo dos 5%. Há mais de cinco anos a América Latina cresce 5%, coisa que jamais aconteceu nas etapas anteriores", comentou o chanceler espanhol.

A América Latina é uma zona importante para o BBVA, declarou Goirigolzarri, recordando que seu grupo investe 14,2 bilhões de dólares na zona.

"Estamos convencidos de que o BBVA vai fechar 2008 como o melhor ano de sua história na América Latina", acresentou.

ot/acc/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.