Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

América Latina crescerá menos de 3% em 2009 (Cepal)

O crescimento econômico da América Latina em 2009 dificilmente chegará a 3%, e em 2008 não atingirá a previsão de 4,5% devido à atual crise financeira internacional, advertiu nesta segunda-feira, no México, a Comissão Econômica para a América Latina (Cepal).

AFP |

Para 2008, a Cepal previa inicialmente um avanço de 4,5% no PIB da América Latina e do Caribe, mas é "mais provável" que a taxa de crescimento seja "um pouco menor que o previsto" e que no próximo ano "a região não passe dos 3%", declarou à imprensa Alicia Bárcena, secretária-geral desta comissão regional ligada às Nações Unidas.

Em agosto, a Cepal previu um crescimento econômico para a região em 2009 de 4%.

Bárcena disse que apesar de ainda não haver uma recessão econômica em nível mundial, "já há uma forte perspectiva e o mais grave é que não sabemos se chegamos ao fundo do poço" e o quanto isto vai durar.

"Se chegarmos a crescer 3% no próximo ano será uma boa notícia", disse Bárcena, destacando que a atual crise financeira internacional acabou com o período de "auge e de bonança econômica" que a América Latina viveu de 2003 a 2007, durante o qual conseguiu reduzir a pobreza e sanear as finanças.

"Isto nos coloca em melhor posição (os países da região) para suportar a crise (...) que vai atingir todos, e especialmente as economias emergentes", estimou Bárcena, lembrando que os países latino-americanos conseguiram importantes avanços na gestão macroeconômica.

Bárcena descreveu a atual situação como "a maior crise durante a vida das Nações Unidas", e que marca o fim "da arquitetura financeira internacional criada pelos Estados Unidos" a partir da presidência de Ronald Reagan.

Sobre a reunião do próximo dia 15 de novembro do chamado G20, a titular da Cepal considerou que este é o momento de Brasil, México e Argentina "se fazerem ouvir sobre que mudanças defendem" para o sistema financeiro internacional.

sem/LR

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG