Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

AMD troca comando para tentar recolocar companhia no trilho do crescimento

SÃO PAULO - A Advanced Micro Devices (AMD), segunda maior fabricante de chips do mundo, está sob nova direção. O executivo-chefe Hector Ruiz, no cargo desde 2002, dá lugar a Dirk Meyer, atual executivo-chefe de Operações da empresa. Ruiz assume as posições de presidente executivo do conselho e de presidente da diretoria da AMD.

Valor Online |

Meyer está na empresa desde 1995, tendo sido parte da equipe que desenvolveu o primeiro processador da marca Athlon, um dos produtos responsáveis pelo sucesso recente da AMD. Após passar por vários cargos na empresa, ele foi indicado em 2006 para a vaga de executivo-chefe de Operações e presidente da empresa.

Sobre seus ombros recairá a responsabilidade de recolocar a AMD nos trilhos após uma longa seqüência de trimestres perdendo participação de mercado para a Intel, acumulando prejuízos e sendo afetada por resultados adversos em negócios realizados. Apenas no caso da compra da ATI, fabricante de placas gráficas, a companhia foi obrigada a reconhecer uma baixa contábil de US$ 1,65 bilhão no início deste ano por erros de avaliação nos intangíveis da nova subsidiária.

Estamos em meio à remodelação do modelo de negócios da AMD, com a meta de oferecer lucratividade sustentável a partir do foco nas tecnologias principais que diferenciam a AMD, afirmou o novo executivo-chefe. Minha prioridade imediata será trabalhar com o time de líderes para acelerar essa transformação. Agradeço a confiança que o conselho e Hector colocaram em mim. Durante os anos que trabalhei sob (o comando) de Hector, ele foi um excelente líder, mentor e amigo, acrescentou.

Na empresa desde 2000, quando assumiu o cargo de executivo-chefe de Operações e a presidência da AMD, Ruiz foi em boa parte pelo crescimento da empresa nos últimos anos. Sob seu comando, a companhia expandiu sua presença fora dos EUA, abrindo unidades na Índia, China e outros países - o que elevou de 66% em 2001 para 87% em 2007 a proporção da receita da companhia vinda de fora dos EUA.

Sob sua tutela, a companhia também estendeu seus produtos para as linhas de produção dos 10 maiores fabricantes de computadores do mundo, o que levou à constatação em 2007 que cerca de 90 companhias das 100 maiores empresas do mundo (segundo o ranking da Forbes Global) utilizavam aparelhos com seus chips.

Ruiz também foi o homem por trás das batalhas jurídicas com a arqui-rival Intel, acusada pela AMD de práticas anti-competição em diversos mercados, incluindo os EUA e a União Européia.

A AMD alterou fundamentalmente o cenário da indústria, liderando a agenda da inovação ao mesmo tempo que oferecia mais opções e melhor experiência para os clientes e usuários, disse Ruiz em nota. Dirk é um líder talentoso que possui as habilidades certas e a experiência para continuar conduzindo a AMD e a indústria em direção a novas e interessantes direções. Estou colocando a companhia em excelentes mãos, acrescentou.

(José Sergio Osse | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG