Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Alta do dólar leva Cesp a prejuízo de R$ 114,2 milhões

SÃO PAULO - A Cesp registrou prejuízo líquido de R$ 114,2 milhões no terceiro trimestre deste ano, depois de ter lucrado R$ 50,9 milhões de julho a setembro de 2007. Segundo a companhia, o resultado foi afetado principalmente pelo aumento das despesas contábeis com variação cambial.

Valor Online |

O resultado financeiro da empresas representou uma despesa de R$ 565,7 milhões. Desse total, R$ 484,2 milhões se deve a variações monetárias e cambiais sobre a dívida, que resultaram em despesa de R$ 386,9 em moeda estrangeira e R$ 97,2 em moeda nacional. No mesmo trimestre do ano passado o resultado financeiro da empresa havia sido negativo também, mas em R$ 89 milhões, e o impacto de variações cambiais havia sido positivo em R$ 17,7 milhões.

"O resultado financeiro decorreu da apropriação de despesas com encargos de dívidas e variações monetárias e principalmente, pelo impacto com variações cambiais decorrentes da valorização de 20,25% do dólar norte americano frente ao real", explicou a companhia em seu balanço.

O endividamento total da empresa, de R$ 6,294 bilhões e formado por 68% de moeda local e 32% em moeda estrangeira, que teve um aumento de 19% devido à alta do dólar. Já a dívida em reais teve recuo de apenas 1,8%.

A receita operacional líquida da companhia de energia avançou 16,3% perante o terceiro trimestre do ano passado e somou R$ 657,1 milhões. As receitas de fornecimento e suprimento de energia elétrica aumentaram 15,4% frente ao terceiro trimestre de 2007 e somaram R$ 784,6 milhões.

Já as despesas operacionais totalizaram R$ 337,5 milhões, com aumento de 33,1% em relação ao mesmo intervalo de 2007. Mais de um terço dessa despesa, R$ 120 milhões, foi classificado como despesa de depreciação.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) alcançou R$ 439,5 milhões, com aumento de 1,9% frente ao período de julho a setembro de 2007.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG