Tamanho do texto

O chefe de governo Silvio Berlusconi assegurou que a nova empresa Alitalia permanecerá italiana, estimando que cumpriu sua missão com a aprovação, nesta quinta-feira, de um plano de resgate pelo governo.

"A administração da Alitalia ficará em mãos italianas. Os eventuais parceiros internacionais entrarão (no capital) apenas como acionistas minoritários", declarou Berlusconi, durante entrevista à imprensa em Roma.

"Nós teremos o dever de fazer alguma coisa, intervimos de maneira concreta. Conseguimos", acrescentou o chefe de governo durante declaração à imprensa horas após a aprovação no conselho de ministros de um decreto-lei modificando a legislação sobre quebras, a fim de permitir a operação de salvamento da Alitalia.

ema/jflm/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.