Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Alimentos subiram menos em julho, mostra IBGE

RIO - O grupo Alimentação e bebidas reduziu o ritmo de alta na passagem de junho para o mês seguinte, notou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O ramo saiu de uma elevação de 2,11% no sexto mês deste ano para 1,05% em julho.

Valor Online |

Os alimentos tiveram contribuição de 0,24 ponto percentual, representando, ainda assim, quase a metade do IPCA do mês, destacou o organismo em nota. Em julho, o IPCA teve avanço de 0,53% ante 0,74% de um mês antes.

O IBGE destacou que a maioria dos produtos alimentícios mostrou menor crescimento nos preços entre um mês e outro, como as carnes, cuja taxa partiu de 6,91% para 4,35%. Apesar dessa redução, esse produto novamente teve a maior contribuição individual de julho, de 0,09 ponto percentual.

Outros bens apresentaram taxas negativas, como o arroz, que deixou para trás aumento de 9,9% em junho para uma queda de 0,51% no mês seguinte, a farinha de trigo, que abandonou acréscimo de 2,37% em junho para um declínio de 1,75% em julho, e o pão francês (de 1,32% para -0,11%).

O instituto observou, no entanto, que os alimentos acumulam aumento de 9,78% de janeiro a julho, superando a marca de 5,26% de mesmo intervalo de 2007.

Quanto aos produtos não-alimentícios, houve ligeira variação, indo para 0,38% no mês passado ante o 0,34% de junho. Isto ocorreu, segundo o IBGE, a reajustes em itens importantes com preços administrados ou controlados.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG