Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Alencar condena juros, mas não apresenta alternativa

O vice-presidente da República, no exercício da Presidência, José Alencar, afirmou hoje que a política de juros altos, no Brasil, não deve ser usada no combate à inflação. Não há necessidade de se utilizar política monetária restritiva para combater esse tipo de inflação, porque o aumento dos juros não irá desencorajar os donos do petróleo, os xeques da Arábia Saudita, declarou, mas não apresentou sua receita de solução do problema.

Agência Estado |

Em entrevista coletiva à imprensa após solenidade em um hotel de Brasília, Alencar fez a avaliação de que a inflação é resultado do aumento do preço do petróleo e das matérias-primas (commodities) agrícolas e minerais e produtos e matérias-primas da indústria de base. "A política de juros altos pode combater a demanda e inibir investimentos, e nós precisamos de investimentos para evitar a falta de bens amanhã", declarou Alencar, que é empresário do ramo têxtil em Minas Gerais.

"Há muitas e muitas famílias neste País de 190 milhões de habitantes que não consomem nem o essencial, e não podemos achatar o consumo de quem não consome", acrescentou. Após Alencar fazer a declaração de que a política de juros altos não é necessária, uma repórter lhe perguntou qual a alternativa que ele considera correta para combater a inflação. Alencar estendeu a mão à repórter, cumprimentando-a, sorriu e retirou-se sem responder.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG