Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Alemanha tenta banir novas dívidas de orçamentos estatais

Berlim, 6 fev (EFE).- A chanceler alemã, Angela Merkel anunciou hoje o compromisso entre seu Governo e os 16 estados alemães para renunciar absolutamente à contração de novas dívidas em seus respectivos orçamentos a partir de 2020.

EFE |

Segundo ela, o acordo tem o objetivo de não onerar o futuro das novas gerações a partir da segunda metade da próxima década.

Além da chanceler, também anunciaram o plano, hoje em Berlim, o líder do grupo parlamentar social-democrata (SPD), Peter Struck, e o chefe do Governo de Baden-Württemberg, o democrata-cristão (CDU) Günther Oettinger, após a reunião, na noite de ontem da chamada Comissão Federal II que trabalha na reforma do sistema federal germânico.

O acordo faz parte da reforma das relações financeiras entre o estado federal e os estados federados.

O pacto estabelece concretamente que o Governo de Berlim não poderá assumir a partir de 2016 um novo endividamento superior a 0,35% do PIB, mas com a aspiração de evitar totalmente a aplicação desse recurso no fim dessa década, enquanto os estados se comprometem a suspender absolutamente qualquer novo endividamento a partir de 2020.

O pacto entre Berlim e os 16 estados federados também inclui ajudas de 800 milhões de euros anuais entre 2011 e 2019 aos mais pobres deles -Bremen, Sarre, Schleswig-Holstein, Saxônia-Anhalt e Berlim- para ajudar-lhes a amortizar sua dívida acumulada. EFE jcb/jp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG