Um total de 61% dos alemães são contrários a uma ajuda do governo à Grécia, para que Atenas supere a crise provocada pela dívida, revela uma pesquisa publicada pelo jornal Financial Times.

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=economia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237562640203&_c_=MiGComponente_C

Apenas 20% dos alemães são favoráveis a conceder uma ajuda à Grécia, um país fortemente endividado, que tem mais apoio em outras nações da Eurozona com problemas similares, como Espanha (45%) e Itália (40%).

A pesquisa revela ainda uma forte oposição na Grã-Bretanha - que não integra a Eurozona -, onde 56% dos entrevistados são contrários a uma ajuda e apenas 21% a favor.

O governo da Alemanha se mostra resistente a um apoio financeiro a Grécia e sugeriu que Atenas recorra ao Fundo Monetário Internacional (FMI).

Na quinta-feira, a União Europeia celebrará uma reunião para debater a situação financeira da Grécia.

A pesquisa FT/Harris entrevistou 5.200 pessoas na França, Alemanha, Itália, Espanha e Grã-Bretanha entre os dias 3 e 10 de março.

Leia mais sobre: Grécia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.