O álcool combustível está competitivo no tanque de carros flex em 14 Estados, de acordo com dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP), compilados pela Agência Estado, referentes à semana terminada em 20 de março. A vantagem é calculada considerando que a potência energética do motor a álcool é de 70% dos motores à gasolina.

O número de Estados em que o álcool permanece competitivo caiu em relação à semana anterior, quando 17 Estados apresentavam vantagem. A gasolina está vantajosa em sete Estados, ante seis no período anterior. Em outros seis Estados é indiferente o uso do etanol ou da gasolina pelo consumidor.

Segundo o levantamento, os Estados onde a vantagem do etanol é mais significativa são São Paulo (preço do etanol é 55,36% do preço da gasolina - até 70% o etanol é competitivo), Mato Grosso (56%), Paraná (60,16%), Espírito Santo (61,95%), Pernambuco (63,59%), Alagoas (63,73%), e Mato Grosso do Sul (64,75%). A gasolina continua mais vantajosa principalmente em Roraima (preço do etanol é 80,47% do valor da gasolina), Pará (75,35%) e Amapá (73,74%). É indiferente utilizar etanol ou gasolina no tanque no Distrito Federal, Paraíba, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia e Sergipe.

O levantamento também revela que os preços médios do álcool combustível caíram em 16 Estados no período analisado. As cotações subiram em nove Estados. No Acre e em Mato Grosso, as cotações médias ficaram estáveis. As maiores quedas foram registradas no Rio de Janeiro (-1,22%), Alagoas (-0,80%) e Paraná (-0,70%). As maiores altas foram registradas no Amapá (1,59%), Maranhão (0,73%) e Paraíba (0,71%).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.