Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Álcool e biodiesel representarão 20% da matriz energética, prevê ANP

RIO DE JANEIRO - A participação dos combustíveis renováveis (álcool e biodiesel) na matriz energética do País poderá chegar a 20%, ou até mesmo ultrapassar essa fatia até o final de 2008, segundo previsão do superintendente de abastecimento de energia da ANP, Edson Silva. No primeiro semestre, a participação desses dois produtos, juntos, chegou a 18,5%.

Agência Estado |

"Todas as variáveis apontam para um aumento até o final deste ano, não há indícios de aumento no preço do álcool ou de diminuição de oferta", afirmou.

No primeiro semestre deste ano, o consumo de álcool subiu 35,2% ante igual período do ano passado, enquanto o preço do álcool hidratado (comercializado na bomba) caiu 12,1% no período. "O preço está impactando a alteração da matriz energética no Brasil", disse Silva.

Ele avalia que o aumento no consumo de álcool está vinculado sobretudo à queda de preços, mas também ao crescimento da produção e venda de veículos tipo flex. Silva vê um futuro promissor para o mercado de álcool no País já que, segundo ele, "as exportações estão crescendo e não temos problemas de desabastecimento".

No que diz respeito ao biodiesel, o consumo aumentou 368,8% no primeiro semestre ante igual período do ano passado. Segundo Silva, a expansão desse combustível no Brasil é ascendente e o País já é o terceiro maior produtor mundial, atrás apenas da Alemanha e dos Estados Unidos. Ainda de acordo com Silva, há atualmente 65 unidades produtoras de biodiesel autorizadas pela ANP no País.

Leia tudo sobre: biodiesel

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG