Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Alcoa vai demitir 13.500 em suas operações globais neste ano

SÃO PAULO - A Alcoa planeja demitir 13.500 funcionários neste ano, o que representa 13% de sua força de trabalho no mundo. A companhia também informou nesta terça-feira que pretende vender algumas operações não estratégicas e fechar algumas plantas industriais, além de reduzir em 50% seus investimentos a fim de manter caixa para enfrentar a recessão global.

Valor Online |

O conjunto de medidas foi definida pela empresa uma estratégia "agressiva", mas prudente para enfrentar os tempos difíceis previstos para a economia neste ano.

Além dos 13.500 contratados que serão eliminados da folha de pagamento, outros 1.700 terceirizados serão dispensados até o final deste ano. Adicionalmente, as contrações e os salários dos que permanecerem na empresa serão congelados.

Os investimentos deverão ser cortados em 50%, para US$ 1,8 bilhão, e devem diminuir para US$ 1,5 bilhão após participação de novos parceiros em projetos em andamento.

Segundo a Alcoa, do total previsto para investimentos no ano, US$ 750 milhões serão feitos nos projetos de expansão da empresa no Brasil. Ela citou especificamente a refinaria de São Luís (MA) e a mina de bauxita de Juriti (PA), que devem estar concluídas em meados de 2009.

A gigante do alumínio informou ainda que sua produção total será reduzida em 18% em termos anualizados e que pretende colocar à venda quatro unidades consideradas não estratégicas: Electrical and Electronic Systems; Global Foil; Cast Auto Wheels; e Transportation Products Europe. A receita total desses negócios somaram receita total de US$ 1,8 bilhão em 2008.

Toda a reestruturação deve gerar um impacto negativo de algo entre US$ 900 milhões e US$ 950 milhões após impostos no resultado da Alcoa no quarto trimestre, o que equivale a US$ 1,13 e US$ 1,19 por ação. Deste total, 80% não devem ter efeito no caixa. No longo prazo, a empresa espera economizar US$ 450 milhões anualmente com o corte de despesas.

Leia tudo sobre: alcoa

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG