Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Alcoa não pretende aumentar participação na Rio Tinto

Por Miranda Maxwell MELBOURNE (Reuters) - A gigante norte-americana do alumínio Alcoa não pretende aumentar a sua participação na mineradora Rio Tinto, apesar dos planos de sua aliada, a Chinalco, de elevar sua porção na mineradora.

Reuters |

A Alcoa e a Chinalco se aliaram em fevereiro para comprar até 12 por cento da ações da Rio em Londres, ou 9 por cento do registro total acionário da companhia, por cerca de 14 bilhões de dólares, em uma ação que seguiu uma oferta hostil de aquisição da Rio pela BHP Billiton.

"Nós não estamos em busca de aumentar nossa participação neste momento", disse o diretor administrativo da Alcoa Australia, Alan Cransberga, à Reuters após um discurso em Melbourne.

O vice-presidente e porta-voz da Chinalco, Lu Youqing, disse esta semana que a Chinalco planeja aumentar sua participação na Rio para pelo menos 14,99 por cento, após a BHP ter abandonado a tentativa de compra da Rio Tinto por 66 bilhões de dólares na terça-feira.

"Do ponto de vista da Alcoa... eu acredito que injetar mais capital seria uma ação de considerável alto risco neste momento", disse Ben Kakoschke, analista de commodities do Tolhurst.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG