Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Alcatel cortará mais custos além das 16.500 demissões previstas

As ações da Alcatel-Lucent operam em baixa após o executivo-chefe da companhia, Ben Verwaayen, afirmar que o mercado de equipamentos de telecomunicação sofrerá um desaquecimento no ano que vem e anunciar planos de corte de custos de até 750 milhões de euros. A Alcatel-Lucent anunciou que pretende reduzir gastos com pesquisa e desenvolvimento, concentrando recursos nas tecnologias da próxima geração e em áreas onde detém a liderança do mercado.

Agência Estado |

Os investimentos em tecnologias que ainda estão em fase de amadurecimento serão cortados, disse Verwaayen.

Além do corte de 16.500 funcionários anunciado pela companhia ao longo dos últimos meses, o grupo também demitirá 1.000 funcionários em cargos de gerência e diminuirá o número de funcionários temporários em 5 mil.

Com os cortes de custo, a Alcatel-Lucent espera atingir ponto de equilíbrio no lucro operacional ajustado de 2009 e manter a atual participação de mercado, embora estime um desaquecimento de 8% a 12% na atividade do setor de telecomunicações a taxas de câmbio constantes.

"É um número conservador, mas preferimos basear nossos planos em um número conservador do que sermos surpreendidos pelo o que está acontecendo no mercado", disse Verwaayen durante teleconferência.

De acordo com Vincent Maulay, analista da Oddo Securities, "o fato de eles apenas atingirem o ponto de equilíbrio em 2009 é uma surpresa ruim". Ele acrescentou que reduziu as projeções alguns dias atrás com base no prognóstico para 2009, "mas a estimativa deles é mais cautelosa do que eu esperava".

Já o analista da Nomura, Richard Winson, disse que os planos de Verwaayen para cortar a base de custos da empresa e reduzir os recursos de pesquisa e desenvolvimento de produtos mais antigos são razoáveis "levando em consideração a situação de restrições em que ele tem de trabalhar".

Às 12h20 (de Brasília), as ações da Alcatel-Lucent caíam 15% na Bolsa de Paris. Do início do ano até ontem, as ações da empresa acumularam perda de 63%. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG