Rio de Janeiro, 23 mar (EFE).- A América Latina se tornou um dos mercados de telefonia celular mais importantes para as operadoras mundiais, afirmou hoje no Rio de Janeiro Oliver Martínez, responsável pelo departamento de desenvolvimento para empresas da espanhola Telefônica na região.

"Praticamente, um terço de nossa receita vem da América Latina", afirmou Martínez à Agência Efe durante o Fórum Móvel da América Latina, inaugurado hoje no Rio.

Esta é a primeira edição do fórum, uma feira realizada há vários anos na Espanha e que pretende fomentar novas relações entre os chamados 'partners' (desenvolvedores de aplicativos móveis) e clientes.

Em alguns países latino-americanos a penetração da telefonia celular é superior a 100%, ou seja, existem mais celulares que pessoas.

"Possivelmente existem pessoas que tiveram acesso às comunicações pela primeira vez em sua vida através de um telefone celular", afirmou Martínez.

O executivo assegurou que a "leve crise" econômica sofrida pela América Latina não impedirá uma evolução do mercado das telecomunicações, ao contrário de outras regiões como Europa e Estados Unidos.

"A América Latina é o motor do crescimento do grupo (Telefônica) durante este ano e provavelmente os seguintes, comparando com o mercado europeu", assegurou.

Martínez explicou que as aplicações para telefonia celular produzidas na América Latina evoluíram muito e que as operadoras já buscam modelos para exportar para a Europa.

No caso do Brasil, ele ressaltou que a organização de grandes eventos como a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016 vão favorecer a aparição de projetos e iniciativas no campo das comunicações. EFE af/pb/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.