Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Alan Greenspan mostra-se otimista em relação à crise

O ex-presidente do Federal Reserve (Fed, banco central americano), Alan Greenspan, mostrou-se otimista hoje sobre a economia dos Estados Unidos. Ele afirmou que as condições atuais revelam uma rara crise arrebatadora, mas que a economia pode se recuperar mais rápido que o esperado.

Agência Estado |

"Estamos vivendo o tipo de crise financeira arrebatadora que acontece apenas uma vez em um século", declarou ele em uma conferência na Georgetown University Law Center. "No fim, o congelamento do mercado vai diminuir, com investidores temerosos tentando cautelosamente assumir alguns riscos."

Segundo Greenspan, a atual crise do crédito deve-se à falta de confiança em balanços contábeis de empresas financeiras e questões relacionadas aos níveis de capital dos bancos no ano passado. Mas, segundo ele, a confiança pode ressurgir, e os investidores "irão mergulhar novamente no mercado, ainda que de forma hesitante." Ocorrerá então uma renovação da economia, disse ele. "Suspeito que isso ocorrerá mais rápido que o esperado".

Na semana passada, em carta escrita junto com o ex-secretário do Tesouro, George Shultz, e o economista Robert Hall, da Hoover Institution, Greenspan pareceu menos otimista. Na ocasião, os três especialistas não apoiaram o controverso pacote de resgate econômico no Congresso, mas afirmaram que a economia poderia entrar em colapso se o Congresso não agisse para encontrar uma solução para a crise.

"No atual estágio da crise, o único jeito de as instituições financeiras poderem continuar funcionando é o governo dar apoio financeiro", disse a carta. "Defendemos uma ação imediata e ampla que mantenha as funções dos mercados de crédito e evite uma séria contração econômica." As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG