Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Ajuda de US$ 20 bi ao BofA impulsiona bolsas europeias

As principais bolsas europeias operam em alta nesta manhã de sexta-feira, com alguns investidores aproveitando os preços baixos para comprar ações, principalmente do setor financeiro, após as sucessivas quedas registradas nos últimos pregões. Esse movimento é estimulado pela ajuda de US$ 20 bilhões e pelo programa de garantia de ativos no valor de US$ 118 bilhões anunciados pelo Tesouro dos EUA ao Bank of America (BofA) nesta manhã.

Agência Estado |

Outro destaque do setor foi o anúncio ontem à noite de que o governo da Irlanda assumirá o controle do Anglo Irish Bank. Dublin destacou que a recapitalização "não era apropriada" para garantir a viabilidade do banco, após sua reputação ser prejudicada em meio à queda geral do setor financeiro e de um escândalo envolvendo seu ex-presidente. As negociações com ações do banco foram suspensas nas Bolsas de Dublin e Londres. Ontem, o papel fechou a 0,22 euro; há um ano, era cotado a 9,45 euros.

Na Bolsa de Londres, a alta dos contratos futuros de metais impulsionava os ganhos das mineradoras. Rio Tinto subia 9,1% e Xstrata, 6,2%. Com o fim da proibição de vendas a descoberto de papéis do setor financeiro, os bancos sobem (Lloyds +4,2%, Barclays +3,5%, Royal Bank of Scotland +2)%. Operadores acrescentam que o vencimento de opções também ajuda a impulsionar as ações. "Isso provavelmente vai levar a um vigor adicional, à medida que o mercado ajusta seus hedges com a compra de futuros", disse um corretor.

Em Frankfurt, as ações do Commerzbank subiam 1,7%, após seu executivo-chefe dizer que o custo da ajuda governamental é inferior ao que as estimativas iniciais sugeriam. UBS subia mais de 4% em Zurique. Hoje, o banco suíço disse ter assinado um acordo de transferência com o Barclays sobre a venda adicional de partes de suas operações não estratégicas com commodities.

Às 8h35 (de Brasília), o índice FT-100, da Bolsa de Londres, subia 2,05%; o índice CAC-40, da Bolsa de Paris, ganhava 2,99%; o índice Dax, da Bolsa de Frankfurt, subia 2,51%. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG