Paris, 14 jul (EFE).- A Airbus anunciou hoje na Farnborough Air Show, no Reino Unido, a venda de oito aviões A330-300 para a Saudi Arabian Airlines, dentro do programa de modernização da frota da companhia saudita.

O grupo europeu também anunciou hoje a assinatura de um acordo com a Etihad Airways, companhia aérea dos Emirados Árabes Unidos, para a venda de 55 aviões, entre eles dez aeronaves do modelo A380, por US$ 11,6 bilhões.

Em comunicado, a Airbus destacou que a compra da Saudi Arabian acontece depois de a companhia aérea ter adquirido outras 22 unidades do modelo A320 no final do ano passado.

A Airbus não citou o valor da transação, mas o preço de catálogo do A330-300 é de US$ 200 milhões cada.

O presidente da Saudi Arabian, Khalid al-Molhem, destacou que esse aparelho é o melhor para os "planos de renovação de frota" da empresa, já que combina "rentabilidade operacional e conforto" e permitirá "atender às demandas e às esperas crescentes de passageiros".

O acordo entre a Airbus e a Etihad Airways contempla a venda de 55 aeronaves, entre elas dez do modelo A380, por US$ 11,6 bilhões, segundo o preço do catálogo.

Em coletiva de imprensa conjunta realizada na Farnborough Air Show, as duas empresas disseram que se trata de uma encomenda fixada anteriormente que inclui, fora o A380, 20 aviões A320 (curto alcance e capacidade para 150 passageiros) e 25 do modelo A350 XWB (longo alcance e capacidade para 350 passageiros).

A empresa russa VSMPO-Avisma, maior produtora de titânio do mundo, também informou hoje que assinou um acordo para fornecer laminado e peças desse material para a Airbus e para o consórcio europeu EADS.

O convênio durará até 2020 e seu valor poderia alcançar US$ 4 bilhões, destacou a estatal russa em comunicado divulgado pela agência "Interfax".

A companhia russa exporta 70% de sua produção e destina os 30% restantes ao mercado interno. EFE ac/wr/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.