Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Air France deve indenizar família em R$ 2 milhões

O juiz Mauro Nicolau Júnior, da 48ª Vara Cível, condenou ontem a Air France a pagar R$ 2 milhões de indenização por danos morais à família da procuradora do Estado Marcelle Valpaços Fonseca Lima. Ela foi uma das 228 pessoas que morreram em 31 de maio passado, na queda do voo Rio-Paris da companhia francesa.

Agência Estado |

É a primeira condenação judicial da Air France, que ainda pode recorrer.

"Relevante salientar que a perda de filha e irmã em pleno início de idade adulta, quando a família teria oportunidade de ver e acompanhar o desabrochar de uma nova família e carreira, representa perda irreparável", afirma a sentença, dada ontem. "A situação ainda mais se agrava na medida em que o fato se caracterizou como a maior tragédia da aviação civil do País e uma das maiores do mundo e se deveu, em grande parte, pela conduta negligente da ré", destacou o magistrado.

A empresa deverá pagar de pensão aos pais da vítima, que morreu aos 41 anos, R$ 19.410,71 por 540 meses, uma vez que a procuradora contribuía mensalmente com R$ 2 mil para o sustento dos pais; o valor correspondente a 1/3 do salário da vítima como procuradora do Estado. Há ainda indenização por danos morais de R$ 510 mil para os dois irmãos e os pais de Marcelle, além do pagamento de R$ 19.200,00 para acompanhamento psicológico.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG