Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

AIG acumula prejuízo de US$ 37,63 bilhões em 2008 até setembro

Nova York, 10 nov (EFE).- A seguradora American International Group (AIG) anunciou hoje que registrou perdas de US$ 37,63 bilhões nos nove primeiros meses do ano, contra um lucro de US$ 11,492 bilhões entre janeiro e setembro de 2007.

EFE |

A AIG, que foi obrigada a apelar em setembro ao resgate do Governo dos Estados Unidos, teve perda de US$ 14,40 por ação até o nono mês do ano, contra ganhos de US$ 4,40 por título nos nove primeiros meses de 2007.

Até setembro, a seguradora faturou US$ 34,862 bilhões, 62% a menos do que no mesmo período de 2007, quando teve receita de US$ 91,631 bilhões.

No terceiro trimestre, a AIG perdeu de US$ 24,468 bilhões (prejuízo de US$ 9,05 por ação), frente a ganhos de US$ 3,085 bilhões (perdas de US$ 1,19 por título) entre julho e setembro de 2007.

A AIG faturou US$ 898 milhões no terceiro trimestre, 97% a menos do que no mesmo período do ano anterior, quando teve receita de US$ 29,836 bilhões.

Se fossem excluídos os US$ 15,1 bilhões em perdas de capital, a AIG teria anunciado prejuízo de US$ 9,24 bilhões (US$ 3,42 por ação) no terceiro trimestre.

Os resultados da AIG são piores do que o esperado pelos analistas de Wall Street, que calculavam perdas de US$ 0,85 por ação.

O presidente e executivo-chefe da AIG, Edward Liddy, afirmou através de um comunicado de imprensa que o "resultado do terceiro trimestre reflete extremos deslocamentos e a volatilidade nos mercados de capital e cargas significativas relacionadas às atividades de reestruturação".

A divulgação do resultado financeiro da AIG coincide com a notícia de que o Governo dos EUA aumentou para US$ 150 bilhões sua ajuda financeira à maior seguradora do país.

A intervenção do Governo americano na AIG começou com um socorro de US$ 85 bilhões em setembro, que subiu para US$ 123 bilhões em outubro, e que agora terá US$ 40 bilhões adicionais em ações preferenciais e US$ 50 bilhões em capital, mais um empréstimo de US$ 60 bilhões, segundo informou hoje o jornal "The Wall Street Journal". EFE bj/wr/jp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG