A Agência Internacional de Energia (AIE), com sede em Paris, revisou em baixa sua projeção de demanda por petróleo para os próximos cinco anos, refletindo o impacto que a alta dos preços da matéria-prima (commodity) está produzindo nos hábitos de consumo em todo o mundo. Segundo a AIE, a demanda global por petróleo deve registrar expansão, em média, de 1,5 milhão de barris ao dia, ou de 1,6%, para atingir 94,2 milhões de barris ao dia até 2013.

No relatório do ano passado, a AIE havia previsto aumento de 2,2% ao ano na demanda.

"Ao final do período de nossa projeção, a demanda global por petróleo estará praticamente dividida entre os países da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e países fora do grupo", disse a AIE. A OCDE reúne 30 países, que produzem mais da metade de toda a riqueza do mundo. O Brasil não faz parte da organização.

Ainda segundo a entidade, a maior parte da demanda será por combustíveis para transporte, liderada pela China e pela Índia, onde a frota total de veículos deverá atingir 1,2 bilhão até 2013, de cerca de 890 milhões de veículos em 2005. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.