Paris, 8 dez (EFE).- O fracasso da cúpula da ONU sobre mudança climática (COP15) em Copenhague custaria US$ 500 bilhões ao ano à economia mundial, afirmou hoje o diretor da Agência Internacional da Energia (AIE), Nobuo Tanaka.

"Se não forem tomadas medidas imediatamente para reduzir as emissões de dióxido de carbono, serão necessários US$ 500 bilhões ao ano de investimentos adicionais para recuperar o tempo perdido e voltar à trajetória inicial", disse Tanaka, na apresentação de um relatório em Paris sobre energias renováveis.

Além disso, revelou que considera "impossível" que, em Copenhague, seja assinado um tratado internacional obrigatório.

"Uma mensagem muito firme deve ser enviada aos investidores do meio ambiente que Copenhague está criando. Sem uma mensagem clara, é difícil para o setor privado se comprometer nos investimentos", disse Tanaka, acrescentando que o mundo tem "uma grande oportunidade" este ano para agir contra a mudança climática. EFE inmg/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.