A Agência Internacional de Energia (AIE) deixou sem alterações sua previsão de demanda mundial de petróleo em 2008 e constatou uma alta da oferta em julho, o que indica que o mercado continua se tranqüilizando apesar do conflito entre a Rússia e a Geórgia, que apresenta riscos para o abastecimento.

A AIE manteve assim sua previsão de demanda mundial para 2008 de 86,9 milhõe de barris por dia (mbd) e aumentou em 70.000 barris pro dia a de 2009, ou seja 87,8 mbd, em seu relatório mensal.

A oferta mundial de petróleo da Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP) aumentu em 890.000 barris por dia em julho, a 87,8 mbd.

A oferta da OPEP, que fornece 40% do petróleo mundial, progrediu 145.000 barris por dia a 32,8 mbd, indicou o informe.

Esta alta provém em grande parte da Arábia Saudita, chefe de fato do cartel, que bombeou 9,55 mbd no mês passado, em alta de 100.000 barris diários em um mês.

A AIE alertou, no entanto, que os fatos ocorridos no Cáucaso podem não ter abalado o mercado, mas cria ameaças para o abastecimento até o fim do ano.

"O conflito na Geórgia mostra que esta região crucial para o transporte de petróleo do Mar Cáspio para os mercados consumidores continua sendo muito volátil", afirma o estudo.

A AIE defende os interesses energéticos dos 30 países industrializados que integram a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômicos (OCDE).

ved/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.