A Advocacia-Geral da União (AGU) informou no final da tarde que foi notificada da decisão em que a Justiça Federal do Pará emitiu liminar, ontem, suspendendo o leilão da usina hidrelétrica de Belo Monte, marcado para a próxima terça-feira, dia 20. A AGU recorrerá da decisão para reverter a situação, confirmou sua assessoria de imprensa.

A Advocacia-Geral da União (AGU) informou no final da tarde que foi notificada da decisão em que a Justiça Federal do Pará emitiu liminar, ontem, suspendendo o leilão da usina hidrelétrica de Belo Monte, marcado para a próxima terça-feira, dia 20. A AGU recorrerá da decisão para reverter a situação, confirmou sua assessoria de imprensa. A notificação da decisão, segundo a Subseção da Justiça Federal em Altamira (PA), foi enviada também à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama).

O governo espera que a AGU consiga o mais rápido possível, na Justiça, a cassação da liminar, já que, pelo cronograma, estava previsto para amanhã (dia 16), às 18 horas, o prazo final para as inscrições de empresas e consórcios interessados em participar do leilão e também para o depósito de garantias, em valores equivalentes a 1% do empreendimento, estimado em R$ 19 bilhões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.