Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Agrishow 2009 será em Ribeirão e 4 cidades disputam outras edições

Sertãozinho, SP, 01 - O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), Luiz Aubert Neto, confirmou hoje que a edição de 2009 de Agrishow será mantida em Ribeirão Preto, cidade paulista que sedia a principal feira de agronegócios da América Latina desde seu início, há 15 anos. No entanto, quatro cidades paulistas - além de Ribeirão Preto, Sertãozinho, São Carlos e Piracicaba - são candidatas a sediar as próximas edições da Agrishow, de acordo com o executivo.

Agência Estado |

O evento é realizado anualmente entre o final de abril e o início de maio em uma área do governo do Estado de São Paulo que é a sede do Centro de Cana do Instituto Agronômico (IAC), cedida em comodato ao Sistema Agrishow, do qual a Abimaq é um dos sócios. No entanto, a entidade tem planos de transformar a área da Agrishow na "cidade da energia", com uma estrutura totalmente sustentável e perene para a realização de feiras, além de criar a "universidade do agronegócio". Com isso, a Abimaq pretende fazer com que os estandes para os expositores sejam permanentes e que a estrutura possa ser utilizada durante todo o ano.

Como a área é estatal, seria necessária a ampliação do prazo do comodato, que vence em 2010, por um longo período para que os investimentos privados fossem feitos. É justamente o contrato o ponto de polêmica entre o poder público e os organizadores, que pedem uma ampliação para até 50 anos no comodato da área. Segundo a Abimaq, se não houver um prazo maior, não é possível atrair investidores e nem conseguir fazer a infra-estrutura no local em Ribeirão Preto.

Segundo Aubert, outubro é o prazo final para que a nova área, ou a manutenção da mesma, seja anunciada. O executivo calcula que seja necessário um local de 100 alqueires, ou 2,4 milhões de metros quadrados, para sediar a feira caso ela não ocorra mais em Ribeirão Preto. Ainda de acordo com o presidente da Abimaq, outro fator que levará em conta na escolha da cidade-sede das próximas feiras é a questão hoteleira, principalmente em relação aos preços.

O presidente da Abimaq criticou a alta nos preços das diárias dos hotéis em Ribeirão Preto durante o período da feira, que chegam a quadruplicar. "Tudo bem que há a questão da oferta e da procura, mas o pessoal de Ribeirão exagera. Por isso, antes de definir qual a cidade que sediará a Agrishow, queremos negociar com todos os representantes locais para avaliar essa questão hoteleira", concluiu.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG