Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Agnelli garante investimentos da Vale e diz que licença evita demissão

BRASÍLIA - Os investimentos de US$ 14 bilhões da Vale em 2009 estão mantidos, disse nesta quinta-feira o presidente da mineradora, Roger Agnelli, ao destacar que tais aportes devem gerar mais empregos. Sobre o programa de licença com redução de 50% do salário anunciado nesta quinta pela empresa, ele salientou que é temporário e que a empresa não quer demitir.

Valor Online |

"Não queremos e não temos a intenção de demitir", afirmou ele, após audiência com o ministro da Fazenda, Guido Mantega. Ele explicou que a redução na demanda mundial por minério de ferro justifica o programa de licença remunerada anunciado, para um ajuste à queda de produção.

"Se a situação piorar, a gente tem que ver o quanto piorou", afirmou o presidente da Vale, ressaltando que é preciso esperar passar essa fase, que ele "espera que seja bastante curta", para voltar a crescer.

Ao ser lembrado que a Vale anunciou corte de 1,3 mil empregados em dezembro e deu férias coletivas a outros 5,5 mil, Agnelli reiterou que a empresa está fazendo o possível para não ter que aumentar o número de demissões.

Ele disse também que a situação no mercado brasileiro está melhor do que em outras economias, que "o Brasil está bem situado" e que "as coisas tendem a melhorar" internamente. No exterior, ele espera um retorno de maior ritmo na demanda por minério de ferro a partir do segundo semestre deste ano.

Leia tudo sobre: vale

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG