Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Agência prevê melhoria nos voos na Europa na segunda-feira

Bruxelas, 18 abr (EFE).- O Secretário de Estado espanhol para a União Europeia (UE), Diego López Garrido, afirmou hoje que a Agência Europeia para a Segurança da Navegação Aérea (Eurocontrol) prevê uma melhora na evolução da nuvem de cinzas procedente da Islândia amanhã e que será possível operar a metade dos voos previstos na Europa.

EFE |

Bruxelas, 18 abr (EFE).- O Secretário de Estado espanhol para a União Europeia (UE), Diego López Garrido, afirmou hoje que a Agência Europeia para a Segurança da Navegação Aérea (Eurocontrol) prevê uma melhora na evolução da nuvem de cinzas procedente da Islândia amanhã e que será possível operar a metade dos voos previstos na Europa. Garrido se reuniu hoje em Bruxelas com os responsáveis da Eurocontrol, em companhia do vice-presidente da Comissão Europeia e comissário de Transportes, Siim Kallas. Em declarações à imprensa após a reunião, Garrido anunciou que as previsões atuais - atualizadas a cada 6 horas - sobre o avanço da nuvem mostram que ela avançará rumo ao nordeste da Europa e afetará aproximadamente a metade dos países do continente. Garrido lembrou que é "impossível" prever seu avanço além dessas seis horas, já que "depende de se o vulcão continuará liberando cinzas e se os ventos continuarão a trazer essa nuvem em direção à Europa continental e ao Reino Unido". O secretário disse que a companhia aérea alemã Lufthansa operou hoje 11 voos; a holandesa KLM, nove, e a francesa Air France, sete, todos eles com sucesso e sem registrar "nenhum tipo de influência nociva". Segundo ele, os ministros europeus tentarão pactuar uma "decisão europeia" baseada nas recomendações técnicas que surgirem destes voos de teste, tendo a "segurança como prioridade". Perguntado sobre uma possível atuação "excessiva" por parte das autoridades europeias na imposição de restrições nos espaços aéreos, Garrido disse que "os princípios de precaução e segurança devem ser seguidos em todos os casos". EFE jms-rja/pd
Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG