Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Agência de risco coloca GM a um degrau da concordata

A agência de classificação de risco Standard & Poors reduziu nesta segunda-feira a nota da montadora americana General Motors (GM) para C, apenas um degrau acima da classificação das empresas que pedem concordata.

AFP |

 

As ações da GM registraram forte queda de 21,60% em Wall Street, depois que um relatório do banco Credit Suisse advertiu que a companhia poderia chegar a perder todo o seu valor cotado em Bolsa.

Em relatório publicado hoje, o Credit Suisse rebaixou a qualificação dos títulos da GM e reduziu seu preço ideal de US$ 2 para US$ 1. Desta forma, foram anulados hoje os lucros obtidos na última sexta-feira depois do anúncio da Casa Branca de concessão de US$ 13,4 bilhões em empréstimos para o setor.

Ford

A agência de classificação de risco Moody's Investors Service reduziu nesta segunda-feira a nota da montadora americana Ford em dois degraus, para "Caa3".

A nota da Ford caiu de "Caa1" a "Caa3" e é acompanhada por uma perspectiva negativa, o que significa que a Moody's não exclui outra redução no futuro, destaca a agência.

Segundo a Moody's, "a degradação reflete o risco crescente de que a Ford tenha que adotar medidas de reestruturação para obter as mesmas concessões que GM e Chrysler", que na sexta-feira passada aceitaram condições muito severas impostas por Washington para receber ajuda financeira urgente.

Leia tudo sobre: gm

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG