Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Agência de classificação de risco mantém nota do Brasil

A agência de classificação de risco Fitch rebaixou ontem o rating de quatro países emergentes, revisou a perspectiva do rating de sete países e reafirmou a nota do Brasil em moeda local e estrangeira, mantendo perspectiva estável. A agência citou preocupação com o impacto sobre os emergentes de uma recessão nas maiores economias mundiais, da queda das commodities e do fluxo menor de capital.

Agência Estado |

A reafirmação dos ratings BBB- do Brasil em moeda local e estrangeira "reflete o colchão significativo de moeda estrangeira de cerca de US$ 200 bilhões, que dá às autoridades mais flexibilidade de política e proteção contra o choque externo atual", diz a Fitch.

Nos demais emergentes, o rating da Bulgária e do Casaquistão foram reduzidos de BBB para BBB-; o da Romênia de BBB para BB+ e o da Hungria de BBB+ para BBB. Em relação às perspectivas para ratings mantidos, a agência revisou as da Coréia do Sul, México, Rússia e África do Sul de estável para negativo. A Fitch manteve os ratings soberanos e as perspectivas estáveis de China, Peru, Taiwan e Tailândia.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG