Brasília, 09 - Técnicos do Serviço Veterinário da África do Sul virão ao Brasil na segunda quinzena de novembro para analisar a retomada das importações de carnes bovina e suína. Eles ficarão no Brasil por um período de 10 dias, segundo informações da assessoria de imprensa do Ministério da Agricultura do Brasil.

As vendas estão suspensas desde 2005, quando foram diagnosticados focos de febre aftosa nos rebanhos de Mato Grosso do Sul e do Paraná.

A visita foi acertada pelo secretário de Defesa Agropecuária, Inácio Kroetz, do Ministério da Agricultura, com a ministra de Agricultura da África do Sul, Lulama Xingwana. Em 2005, antes da suspensão, a África do Sul recebeu 11, 2 mil toneladas de carne bovina e 18 mil toneladas de carne suína do Brasil.

O secretário participa na Cidade do Cabo, capital sul-africana, do 17º Congresso Mundial da Carne. Além das inspeções em plantas frigoríficas, os técnicos do país africano conhecerão as ações do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (PNEFA).

Segundo Kroetz, a missão visitará áreas livres de aftosa sem vacinação e com vacinação, para verificar a movimentação de animais entre estados e o controle de risco da doença em regiões de fronteira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.