Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Aeroportos terão módulos provisórios até obras da Copa

Antes da Copa do Mundo de 2014, alguns aeroportos como o de Guarulhos, em São Paulo, receberão módulos operacionais temporários como forma de aumentar a sua capacidade enquanto não ficam prontas as obras definitivas, informou o presidente da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), Murilo Marques Barboza. Guarulhos terá três módulos operacionais com capacidade em conjunto para trabalhar com até três milhões de passageiros por ano.

Agência Estado |

Os módulos em Guarulhos devem começar a operar, "sendo otimista, até janeiro (de 2011)", disse Barboza.

Previsto para estar pronto para a Copa de 2014, o novo terminal 3 de Guarulhos terá capacidade para quatro milhões de passageiros e deve ficar pronto para a Copa de 2014. A Infraero também pretende instalar módulos operacionais em outros aeroportos. Barboza citou que serão dois módulos para Brasília e que o Galeão, no Rio de Janeiro, e Viracopos, em Campinas, também estão entre os contemplados com a solução temporária.

Barboza observou que a Infraero já anunciou investimentos até 2014 de R$ 6 bilhões em aeroportos das 12 cidades sedes da Copa do Mundo no Brasil, com mais R$ 2 bilhões adicionais para outros aeroportos. Segundo Barboza, esses recursos serão suficientes e os aeroportos do País estarão prontos para o evento.

Mas, enquanto as obras não ficam prontas, serão utilizadas soluções provisórias para dar conta do aumento do mercado aéreo, como os módulos. "A Copa, os Jogos Militares, os eventos são passageiros, o nosso grande desafio é o aumento do movimento dos passageiros devido ao crescimento da economia. Como a economia está muito bem, as pessoas viajam mais. A taxa de ocupação dos aviões está de 60% a 65%", afirmou Barboza.

O presidente da Infraero citou ainda "determinação do ministro (da Defesa, Nelson) Jobim para minimizar os voos de e para Guarulhos e direcionar para o Rio de Janeiro". Ele comentou que "as empresas internacionais às vezes parecem que pensam que no Brasil só tem Guarulhos". Barboza concedeu entrevista após assinar protocolo de intenções para a instalação de juizados nos aeroportos das 12 cidades sede da Copa do Mundo.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG